Agricultura

Prefeitura de Rosário realiza 1ª Feira da Agricultura Familiar.

Dando continuidade às ações do Plano Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, a Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (SEAGRI), realiza, nesta sexta-feira (2), na praça Iron Rocha (Praça da Prefeitura), das 7h às 12h, a 1ª Feira da Agricultura Familiar, com a participação de 29 agricultores do município.

“Toda semana a população de Rosário terá a oportunidade de realizar sua feirinha perto de casa, no centro da cidade, com produtos de qualidade, garantindo a melhoria da saúde e alimentação de suas famílias e beneficiando com a renda de dezenas de produtores rurais”, disse a prefeita Irlahi Moraes (PMDB).

Serão comercializados produtos orgânicos diversos, hortaliças, verduras, legumes e frutas cultivadas pelas famílias dos agricultores rurais, e também pescados e galinha caipira, que vão garantir mais renda aos produtores. A Feira acontecerá sempre às sextas-feiras. 

Segundo o secretário municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca, Valter Costa, o principal objetivo da Feira é gerar um canal de comercialização. “Hoje, temos uma boa produção dos agricultores rurais que encontravam um gargalo na comercialização de seus produtos. A Feira tem o objetivo de fazer escoar essa produção para os consumidores de Rosário e adjacências, que vão poder adquirir alimentos naturais, de qualidade e sem agrotóxicos”, explicou Valter.

 

Mais desenvolvimento agrícola

A Feira da Agricultura Familiar faz parte do Plano de Desenvolvimento Rural, que é um instrumento de planejamento da Prefeitura de Rosário para garantir o desenvolvimento do setor produtivo na área de Agricultura, Abastecimento e Pesca da região, com ações em quatro polos agrícolas a serem executadas no prazo de 4 anos.

Entre as ações do Plano estão o acesso ao crédito rural por meio do ‘Banco do Povo’, no qual a Prefeitura é o elo de ligação entre as instituições financeiras e o agricultor para

receber recurso com menor taxa e maior prazo de pagamento; a criação do Sistema de Cadastro e Identificação do Agricultor Familiar Rosariense e seleção de agricultores para o fornecimento de produtos para o Programa Nacional de Alimentação Escolar; além de outras ações transversais, como a melhoria de estradas e pontes para escoamento da produção, aquisição de caminhão, construção de viveiros e miniusina de biofertilizante, entre outros.

“Nossa meta, até o final deste ano, é regulamentar a Lei da Agricultura Familiar, que será um importante instrumento para o agricultor gerar mais emprego e renda nas comunidades”, finaliza Valter Costa.     

Mais em Agricultura


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!