Assistência Social

Devido às fortes chuvas, Prefeitura de Rosário organiza plano de ação contra enchentes e alagamentos no município.

Rosário é uma das 156 cidades maranhenses que estão em alerta devido às fortes chuvas registradas neste mês pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Na última terça-feira, 10, a coordenação de Proteção e Defesa Civil da Prefeitura Municipal esteve reunida com representantes das diversas secretarias municipais para realizar o mapeamento das áreas de alagamento, enxurradas, deslizamentos e residências em situação de risco.

A reunião foi uma determinação da prefeita Irlahi Moraes frente à iminência dos riscos e prejuízos que as fortes chuvas podem causar à população. “A situação em outras cidades é muito grave e todos estamos solidários com muitas famílias que estão desabrigadas devido aos temporais e alagamentos. E para garantir a integridade da nossa população é que mobilizamos toda nossa equipe para elaborar um plano de ação em conjunto”, disse a prefeita Irlahi.

De acordo com o coordenador de Proteção e Defesa Civil, Max Rogers Andrade Prata, a reunião teve o caráter de mobilização para o planejamento de ações e prevenção contra riscos de acidentes. “Nesse momento, vamos fazer um levantamento urgente das áreas de risco e formar uma equipe com a colaboração de todas as secretarias para avaliar a situação e elaborar o plano de ação em parceria com a Defesa Civil do estado”, esclareceu Max Rogers.

O trabalho será integrado entre as equipes da Prefeitura de Rosário. A Secretaria Municipal de Infraestrutura vai avaliar a estrutura das estradas vicinais dos povoados atingidos pelas águas em situação de isolamento. Há ocorrência de submersão parcial da estrada que liga o povoado de São Simão ao povoado de Itaipu e alerta aos povoados de Piquizeiro e Cora Pau. “Estas ocorrências estão sendo monitoradas pela nossa equipe”, complementou o coordenador de Proteção e Defesa Civil.

Com acesso mais rápido e conhecimento da zona rural, os agentes de saúde municipais vão monitorar todas as áreas identificadas como pontos de enchentes e enxurradas. Idosos, pessoas com baixa mobilidade e cadeirantes serão mapeados pela equipe municipal de assistência social, para garantir o rápido atendimento em casos de deslocamento. A Secretaria Municipal de Educação vai mapear os possíveis danos causados pelas chuvas em toda rede estrutural do Sistema Municipal de Educação.

“O mapeamento de todas os fatores de risco será finalizado na próxima segunda-feira, 16, quando teremos definido o plano de ação e as providências que serão tomadas junto com a Defesa Civil Estadual”, finalizou Max Rogers.

Mais em Assistência Social


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!