Cidadania

Ação Social marca comemoração pelo Dia da Consciência Negra em Rosário

                                 

Para comemorar o Dia da Consciência Negra, a Prefeitura de Rosário, por meio da Superintendência de Igualdade Racial, realizou uma programação especial na última terça-feira, 20, no povoado de São Miguel. Marcado por uma grande ação social, o evento contou com consultas médicas, emissão de documentos, palestras e atrações culturais.

As atividades aconteceram das 8h às 17h totalizando mais de 200 atendimentos de saúde, dentre eles consultas com pediatra e clínico geral, preventivo contra o câncer de colo uterino, testes rápidos (HIV, sífilis e hepatite), vacinação, aferição de pressão, teste de glicemia e aplicação de flúor. Também foram feitas a emissão de RG e CPF, cartão do SUS e o benefício de prestação continuada para idoso e deficientes sem renda (BPC).

As atrações culturais tiveram enfoque na valorização da cultura negra com os grupos Carimbó das Negras Quilombolas de São Miguel, Grupo de dança Extraordinários de São Miguel, Coral e Grupo de flauta projeto Antonieta Mendes, Capoeira Mara Brasil com Mestre Evandro e Prof. Valdimar, entre outros.

A prefeita Irlahi Moraes destacou a importância de se promover um momento de reflexão neste dia. “Lutar por igualdade e mais oportunidades é uma luta diária, e que nesta data ganha ainda mais força. É um importante momento para discutir as temáticas raciais, destacar a luta e as conquistas dos negros na sociedade e refletir sobre as políticas do nosso município que propiciem a inclusão e o combate ao racismo”, destacou a gestora municipal.

Para a superintende de Igualdade Racial, Mauricéia Lopes, a data traz a reflexão da relevância do negro na construção da cultura brasileira. “É um momento de aprofundar os debates e reflexões, tendo em vista a elaboração de proposta de fortalecimento das políticas públicas para a preservação da população e cultura negras”, afirmou.

A ação social teve a participação do gerente regional da Fundação Palmares, Alan Ramalho, que na ocasião palestrou sobre a importância da autodeclaração como quilombola. “O Maranhão é o primeiro estado do país em comunidades quilombolas certificadas. Então na data de hoje, mais do que celebrar, é preciso se assumir como quilombola, assim fortalecemos nossa comunidade e o nosso Estado”, finalizou.

 

 

 

 

           

 

Mais em Cidadania


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!