Assistência Social

Prefeitura de Rosário realiza o cadastro de comunidades quilombolas no CadÚnico

A Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria de Assistência Social em parceria com a Superintendência de Igualdade Racial o cadastro das comunidades quilombolas do município no Cadastro Único.

“Identificar essas comunidades é o primeiro passo a ser alcançado nesse processo, restando agora buscar as formas de inclusão nos programas sociais que são destinados a essas famílias, considerando todas as especificidades e condições de vulnerabilidade”, destacou a prefeita Irlahi Moraes.

A identificação destas famílias permite delinear políticas públicas de proteção social e a inclusão em programas sociais já existentes, como Bolsa Família; Programa Minha Casa Minha Vida; Tarifa Social de Energia Elétrica; Isenção da Taxa do Concurso Público; Programa Leite das Crianças; Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, entre outros.

O secretário de Assistência Social, Ucilas Batista, afirma que o cadastro é uma tentativa de transformar a realidade de exclusão social a qual ainda é submetida algumas comunidades tradicionais. “Em reconhecimento à vulnerabilidade histórica que no passado associou preconceitos e descaso, definimos como prioridade a inserção desses grupos no Cadastro Único”, comentou.

A parceria já resultou em 52 famílias quilombolas cadastradas em 2017 e 419 até abril de 2019 e garantiu o certificado de quilombolas pela Fundação Cultural Palmares para seis comunidades de Rosário.

 

Mais em Assistência Social


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!