Educação

Sete alunos de Rosário são premiados por participação na 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia

Sete estudantes da cidade de Rosário vão receber medalhas pelas suas participações da 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que tiveram suas provas aplicadas em maio deste ano. O aluno Renan Willer Silva Castro, da Unidade Integrada Maria José Macau, pontuou nota maior que 9.0 é o único estudante do município a receber a medalha de ouro.

No total, 30 alunos fizeram as provas deste ano. Desses, 23 ficaram na média e vão receber certificados de participação. Além do Renan Willer, mais seis alunos também receberão medalhas, sendo duas de prata e quatro de bronze.

“É com muita alegria que nós parabenizamos esses jovens por seu belíssimo desempenho nesta prova, que é realizada nacionalmente. Isso demonstra o quanto o município tem se importado com a educação de nossos rosarienses”, disse a prefeita Irlahi Moraes.

Desde 2013 que o município participa ativamente das Olimpíadas de Astronomia, e essa é a primeira vez que uma medalha de outro vem para um aluno da cidade.

“Gostaríamos de agradecer, também, ao professor Rogério Resente, que exerceu um belíssimo trabalho de suporte na preparação dos alunos para as provas do OBA”, ressaltou o secretário municipal de Educação, Joaquim Neto.

Lista de alunos premiados

  • Renan Willer Silva Costa - medalha de ouro;
  • Anne Karolyne Pereira da Silva - medalha de prata;
  • Lucas Carivaldo Cantanhede Borges - medalha de prata;
  • Ester Gabriele Abreu Soares - medalha de bronze;
  • Gabriel Rodrigues Marques - medalha de bronze;
  • Lucas Mendes Bartolomei - medalha de bronze;
  • Layse Maria Linhares Carvalho - medalha de bronze

 

Sobre a OBA

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) é um evento nacional realizado nas escolas brasileiras previamente cadastradas desde 1998 pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). A partir de 2005 a Agência Espacial Brasileira (AEB) passou também a participar da organização, a olimpíada se tornou Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. Atualmente, a Furnas também delega a comissão organizadora. A OBA é um evento aberto à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, para alunos do primeiro ano do ensino fundamental até aos do último ano do ensino médio.

A OBA ocorre totalmente dentro da própria escola, tem uma única fase e é realizada dentro de um só ano letivo. A participação dos alunos é voluntária e não há obrigatoriedade de número mínimo ou máximo de alunos, ou seja, o número de alunos participantes não é determinado.

Assim como as outras olimpíadas de conhecimento, a OBA tem como objetivo principal difundir o conhecimento astronômico pela sociedade brasileira, fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia e pela Astronáutica e ciências afins.

A prova da OBA é realizada anualmente, no mês de maio, em todos os estabelecimentos brasileiros de ensino cadastrados. Ela consiste em um número variável de questões, dependendo do nível dos participantes. Nos últimos anos, uma das questões de astronomia tem envolvido uma atividade prática/observacional a ser desenvolvida previamente pelas escolas e a prova sendo constituída de 10 questões: 7 de Astronomia, 3 de Astronáutica.

Mais em Educação


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!